Os 4 Degraus da Escassez à Abundância

Ebook Grátis Método Completo Guru Instantâneo
Os 4 Degraus da Escassez à Abundância

Desde a Escassez à Abundância há 4 degraus. Vivi-os e ensino-nos neste artigo.

Vivi-os com intensidade cada um e quero partilhar contigo o caminho que me transformou, mudou a minha vida e a da minha família, além de milhares de pessoas em todo o mundo, inspiradas pelo que estamos a fazer na Tribo.

Quando se quer viver em abundância precisas saber que o Universo distribui a sua riqueza consoante aquilo que lhe damos.

Nem toda a gente sabe disto, e, mesmo quem sabe raramente o põe em prática:

O Universo funciona em Modo Pré-Pago.

Neste artigo vais dar-te conta de 4 formas de pensar típicas de cada degrau, ou de cada nível, e vais poder fazer um auto-teste para verificares em que nível te encontras neste momento.

O que vou contar agora, faz parte da minha experiência.

Quando comecei a trabalhar com Internet a fazer aquilo que eu faço hoje, eu estava a passar por muitas dificuldades.

Artigo Relacionado: Como Abrir um Negócio na Internet Com Pouco Dinheiro e Sem Experiência

Eu vivia em escassez, não porque não tinha nenhum dinheiro, que não tinha, mas porque tinha uma atitude mental, a minha mente estava formatada de uma certa forma que me levava a viver de uma certa maneira.

Hoje não é assim. Mudei muito ao longo dos últimos anos, aprendi muitas coisas, tive muitos mentores e muitos mestres que me ensinaram a viver em abundância e me ensinaram a viver uma vida diferente, uma vida melhor.

Hoje eu quer partilhar contigo aquilo que eu aprendi ao longo deste anos e sei que vai ser útil para ti.

  • Podes viver em abundância tendo muito dinheiro, podes viver em abundância tendo pouco.
  • Podes viver em escassez tendo muito dinheiro e podes viver em escassez tendo pouco.

Nada tem a ver com aquilo que tu tens, mas sim com a pessoa que tu és.

Hoje quero explicar-te como é que isso funciona: como podes transformar uma vida em abundância a partir dos recursos que tu já tens.

Vou começar por estabelecer aqui 4 níveis.

O primeiro nível é um nível de escassez.

É o nível em que nós pensamos que “para eu ter aquilo que eu desejo os outros não o podem ter.” “Eu tenho de retirar aos outros alguma coisa para eu ter aquilo que eu desejo ou aquilo que eu preciso.”

“Escassez.” É muito importante este conceito.

Se temos uma vida de escassez nós pensamos que o mundo não é abundante, que não há dinheiro que chegue para todos, não é? “Para alguns ganharem outros têm de ficar a perder”.

Durante muito tempo eu pensei isso.

Eu pensava que as pessoas ricas eram pessoas que tinham retirado, roubado dinheiro aos outros, tinham roubado recursos. E também pensava que as pessoas pobres eram aqueles coitados que trabalhavam e não ganhavam nada porque eram explorados pelos ricos.

Ora isto não tem a ver com nada.

Há pessoas ricas que são pobres: só têm dinheiro, não têm mais nada.
Há pessoas pobres que são ricas: não têm muito dinheiro mas têm tudo o resto.

Este conceito da riqueza e da pobreza é muito subjetivo, mas viver em escassez ou viver em abundância não é assim tão subjetivo.

Imagina que eu penso que, para ter aquilo que eu preciso eu tenho de o retirar a alguém e de retirar a alguém a possibilidade de ter aquilo que eu quero para mim, isso significa que eu estou no nível 1 e estou a viver em escassez: estou a retirar a alguém a possibilidade de ter aquilo que eu quero para mim.

Este é o primeiro nível e acredito que uma boa parte das pessoas vive aí. Eu vivi muito aí e identifico muito bem este processo:
“A vida é difícil, a vida é bastante amargurada, vivemos no medo constante porque o dinheiro não chega, os recursos não são suficientes e é preciso arrebalhar o máximo possível antes que alguém nos leve aquilo que nós queremos”.

Pensamos que os outros todos estão a fazer o mesmo e vivemos num mundo hostil.

Este é o conceito base deste nível 1 da abundância, neste caso ainda é escassez.

No nível 2, o nível da “não interferência”, os outros podem ter o que eu quero.

Isto significa que eu sei que os outros também podem ter aquilo que eu quero para mim, por isso deixo-os estar à vontade.

Este é o nível da Tolerância.

Vivemos aqui num nível de tolerância. Já não é só escassez: é tolerância.
Nós toleramos que os outros façam o caminho deles.

Quando vivemos neste estado nós dizemos:
– “É pá, cada um que se faça à vida, cada um que faça o seu melhor.”
Se alguém está a conseguir muito sucesso dizemos:
– “Bom para ele”.

Quando vivemos no nível um, se alguém estiver a conseguir sucesso nós sentimos que nos estão a roubar alguma coisa e achamos mal. Achamos mal o sucesso dos outros porque parece que “Para aquela pessoa ter sucesso… é por isso que eu não tenho nenhum: porque aquele está a levar todos os recursos.” É o nível da escassez.

Artigo Relacionado: As 7 Prisões da Mente que Escravizam uma Pessoa

No Nível da Tolerância tu achas que “também têm direito, deixem-nos estar à vontade deles, que ganhem o dinheiro que quiserem porque eu também posso fazer o mesmo”.

Este é um nível mais avançado do que o primeiro mas continua a ser um nível de escassez.

Continuamos a pensar que estamos em modo concorrência com outras pessoas, se bem que neste nível 2, o nível da tolerância, já a vida é mais calma, tranquila e mais pacífica. Aqui nós podemos aceitar que outras pessoas tenham opiniões diferentes e que vão atrás das mesmas coisas que nós vamos atrás: riqueza, abundância, vida plena e essas coisas todas.

No nível 3, nós ajudamos os outros a conseguirem o que nós desejamos para nós.

Aqui é o nível da Generosidade.

No nível 3 já não estamos a falar de escassez, já estamos a falar em viver em abundância:

Nós vamos atrás do nosso sonho, do nosso objetivo, queremos as coisas para nós, queremos ser aquele tipo de pessoa, queremos fazer aquele tipo de coisas e queremos ter aquelas coisas e vamos ajudar as outras pessoas também a fazerem isso.

Eu tenho liberdade, eu vivo com a minha família, eu trabalho em casa, eu tenho o meu próprio negócio, posso viajar quando eu quiser pois não tenho de responder diante de ninguém. Estes, para mim, são valores fundamentais e eu posso ajudar outras pessoas a fazer exatamente isto que eu já estou a fazer.

Artigo Relacionado: Como Ter Sucesso Pessoal e nas Organizações, e Criar uma Vida Abundante

Este é um nível de generosidade interessante, começamos a viver em abundância a partir dali.

Já pensamos que o mundo é amigável, já pensamos que podemos contribuir, pois já vivemos em modo de contribuição.

Este é um modo de vida muito interessante e muitas pessoas vivem já este modo de vida. O modo de vida da contribuição é saber que, aquilo que tu consegues para ti tu podes ajudar outras pessoas a conseguirem também e isso é espetacular.

O 4º Nível é o nível do Serviço.

O nível do serviço é como o anterior, da generosidade:
– “Ajudamos os outros a conseguirem…” não o que nós queremos para nós, que é o que acontece no nível 3, mas o que essas pessoas querem para elas.

Vamos ajudá-las a descobrir aquilo que elas querem. Ajudá-las a descobrir o seu caminho. Vamos ser mentores e vamos ser faróis para os ajudarmos a descobrir o seu próprio caminho.

Já não se trata de seguirem o nosso caminho, já não se trata de atingirem os nossos objetivos, que são valiosos para nós, mas trata-se de os ajudar a atingirem os objetivos deles, aquilo que é válido e que é importante para eles.

Este é um nível de abundância muito grande. Já não estás preocupado minimamente com o facto de poder ou não poder haver os suficiente para ti porque, não somente há recursos suficientes para ti, mas também para tu ajudares outras pessoas a conquistarem o seu espaço em que existem os recursos necessários e suficientes para eles também.

Este nível de contribuição é espetacular e é um nível muito avançado. Provavelmente haverá outros mais avançados, dos quais eu não posso falar porque não os vivi. Mas estes quatro eu vivi.

Vivi intensamente cada um e posso garantir-te:
No nível 1 temos uma vida desgraçada. Mesmo que tenhas muito dinheiro, se viveres no medo que os outros to roubem, ou no medo de não ser suficiente, ou no medo do futuro, podes viver em escassez completa, apesar de poderes ter muito dinheiro.

Quando vives em Serviço, quando vives neste modo “ajudar outras pessoas a realizarem aquilo que elas querem para elas”, mesmo que não tenhas assim tanto dinheiro tu tens uma vida plena, abundante e realizada.

Agora temos duas notícias em relação ao dinheiro. Isto também faz parte da minha experiência:

No modo escassez, o dinheiro é difícil: Vem pouco e vem com muito esforço porque estás a tentar extrair dos outros o dinheiro que eles têm no bolso. Porque pensas que o dinheiro não é abundante, é escasso, quando tentar tirar o dinheiro do bolso dos outros, eles defendem-se. Da mesma forma, quando alguém tenta tirar dinheiro do teu bolso, porque para essa pessoa o mundo é escasso, tu também de defendes. Vivemos num mundo egoísta em que cada um está a tentar defender-se e fazer o seu melhor, “Fazer pela vida”.

Mas no nível 4 vivemos num mundo de serviço em que nós estamos a dar o nosso máximo, estamos a dar o nosso melhor.

Deixa que te diga uma coisa:

– “Quando tu dás o teu máximo e dás o teu melhor, inspiras pessoas a descobrirem o seu potencial, a realizarem a sua vida, elas têm dinheiro para te dar e querem dar-to.”

Acabas por atrair uma quantidade imensa de dinheiro, de recursos e de pessoas boas sem esforço nenhum.

Sem esforço. Estás somente a ser a pessoa que tu és e estás a dar o teu melhor.

Falando de vida abundante e de abundância, quero falar especificamente no dinheiro que é muito interessante:

O dinheiro é como um cão. Quando o persegues, quando vais atrás dele porque o queres a todo o custo, ele foge. Mas quando te tornas numa pessoa boa e sabes como fazer: colocas boas intenções lá fora, pões-te ao serviço das outras pessoas, o dinheiro vem ter contigo.

Já ouviste dizer que já pessoas que caçam borboletas e que andam feiras malucas, com as redes, atrás das borboletas por todo o lado? Parecem baratas-tontas atrás das borboletas. A vida é difícil! Depois de muitos dias de trabalho conseguiram apanhar uma ou duas, porque elas voam rápido e fogem.

Ou então podes cultivar um jardim, colocar o teu amor, a tua melhor intenção e o teu serviço no cuidado desse jardim e as borboletas vêm ter contigo sem tu precisares fazer mais nada.

Artigo Relacionado: Ganhar Dinheiro na Internet – 41 Erros Estúpidos a Evitar

Esta é a minha experiência.

Esta é a minha experiência no que diz respeito à escassez, a viver com extrema necessidade, que vivi, ao ponto de não ter dinheiro para comprar comida e as minhas filhas estarem a beber leite misturado com água para durar um bocadinho mais de tempo. Pensava que sabia tudo e que estava a fazer tudo bem, tinha essa crença.

Vim da Escassez para o Serviço, para viver em serviço.

Na verdade estou aqui para servir.

A equipa que nós criámos, a Tribo, está aqui para servir a comunidade.

Para quê? Para ajudar cada um a encontrar o seu caminho, a encontrar aquilo que o faz feliz. A poder encontrar um modelo que traga rendimentos para que essa pessoa possa viver e ter rendimentos daquilo que gosta e que faz sentido para si.

»» Visita a plataforma de E-Learning da Universidade da Tribo, a nossa Escola Online de Marketing Digital Independente: APRENDER A QUALQUER HORA… EM QUALQUER LUGAR

Não creio que Deus colocasse no nosso coração uma missão e um propósito de vida que nos faz vibrar e que depois nos obrigue a ter empregos ou fazer trabalhos de que não gostamos para termos o dinheiro de que precisamos para podermos realizar a nossa missão.

Não creio nisso.

Eu creio que por detrás de cada vocação, de cada propósito, atrás de cada missão, vêm todos os recursos que são precisos.

É nisso que eu acredito e a minha missão, a nossa missão na Tribo, é ajudar-te a ti a encontrares os recursos necessários para poderes viver da tua paixão. Viver em Abundância, da tua paixão.

Artigo Relacionado: Tem de Ser Possível Viver da Nossa Paixão. Tem de Ser Possível!

Se tudo correr bem, e se tu quiseres, irás passar por estes processo, e dentro de pouco tempo estarás também a servir outras pessoas para que encontrem o seu caminho.

Digo-te uma coisa: espalha-se como um vírus!

Esta ideia, este conceito de que nós podemos viver da nossa paixão espalha-se como um vírus porque é a coisa mais entusiasmante que existe.

É para isso que estou aqui. Obrigado a ti por estares aí.

Coloca um like ou um comentário, expressa a tua opinião porque eu quero ouvir de ti: quero ouvir a tua opinião, quero ouvir aquilo que tu pensas e quero ouvir a tua história.

Partilha-a comigo.

Ebook Grátis Método Completo Guru Instantâneo

Recebe os Novos Artigos de RUI GABRIEL CONVENIENTEMENTE na Tua Caixa de Correio: 

Obrigado pelo teu comentário. Respondo sempre a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

12 opiniões acerca de “Os 4 Degraus da Escassez à Abundância

    • São sim, Paulo. E por aqui cada um pode ver em que ponto se encontra e, talvez, encontrar uma explicação para o estado da sua vida.
      Muito obrigado pelo teu comentário.

    • Acho isto muito interessante e acredito que pode ser verdade.Estou a fazer coisas de que gosto e com muita paixão, mas gostava de ter uma vida económica mais desafogada. Quando tento em ajudar alguém e ajudar-me também a mim neste aspecto gasto quase tudo ou muitas vezes tudo o que tenho mas o dinheiro por vezes foge, quando faço as coisas de uma maneira mais descontraída e sem estar esperando nada já tive algumas surpresas agradáveis não que tivesse ficado rica mas algum dinheiro pouco mas que me ajudou muito, infelizmente não chegou para poder ajudar pessoas que eu gostava mas estou cada vez mais a seguir ou a tentar seguir esta via ou por outra este conceito que nos ensina e no qual acredito.Muito obrigada pelos seus ensinamentos.O meu lema é precisamente a partilha em tudo dar tudo de nós “servir”é isto em que acredito e quero para mim.Gostava que fosse assim para toda a pessoa

    • Obrigado pelo teu apreço Isabel. Quase todas as coisas são simples, quando não as complicamos.
      Desejo-te uma vida cheia de abundância em todos os sentidos.

  1. Obrigado Rui Gabriel pela tua história de vida,aceito plenamente que és um homem virado para o serviço depois de tantos anos descobriste o botão que liga as obras excelentes, uma delas é seres verdadeiro, eu digo isto porque já constatei esse fato, em várias ocasiôes comentas a história da falta de alimentos em dada altura, e um deles sempre falas da escassez de leite para as meninas. Já percebes te que o bom marketing é falar da nossa experiencia de vida. Já encontraste o teu sonho, a tua missão de vida, eu ainda não encontrei mas sinto que vou encontrá-lo. UM BEM HAJAS.

    • Obrigado Rui. Espero que encontres o que desejas e que isso te faça feliz.
      Produzi um curso que está na Universidade da Tribo para te ajudar a descobrir a tua paixão e a criares uma forma de viver dela (e não teres de gastar a vida a trabalhar noutra coisa para te sustentares).
      Se quiseres dar uma olhada, está em http://smt.im/UdTViveDaTuaPaixao .
      Obrigado pelo teu comentário. Comenta sempre.

  2. Tudo isso é simplesmente maravilhoso não só ter más ajudar outras pessoas a pensarem também assim.
    Estou muito feliz em poder lê e ouvir teus ensinamentos,é muito gratificante a forma como aprendestes a pensar e viver
    Para fazer o bem a outras pessoas isto é magnífico. (me faz lembrar o que Jesus ensinou: amar uns aos outros em Cristo Jesus,e ajudar o próximo como a ti mesmo)
    Fico sem palavras para expressar o que eu sinto é muito gostosa a sensação de afeto e gratidão.
    resumindo o que eu li e ouvi
    Felicidade e amor pelo que você faz.
    Muito obrigada.
    Abraço fica com Deus*

  3. Adoro ler estas histórias. Eu sempre pensei que tudo o que se fazemos deve ser sempre com o espírito de servir, foi e é isso que me guia ainda hoje.

    Muito obrigada pelas suas histórias e seus ensinamentos