Como Tirar os Sonhos da Gaveta

- Desejo, Decisão e Ação

Ebook Grátis Método Completo Guru Instantâneo
ruigabriel_como tirar sonhos da gaveta

Tens “sonhos na gaveta” e custa-te lidar com a frustração de cada vez que pensas neles? Parecem-te irrealizáveis e isso deixa-te triste? Parabéns!

  • Sabias que todas as pessoas de sucesso lidaram com a frustração dos sonhos “irrealizáveis”?
  • Sabias que uma boa parte delas afinal os realizou?
  • Sabes como fizeram isso?

Prepara-te porque neste artigo fala precisamente da dinâmica esquecida entre o Desejo, a Decisão e a Ação.

Nós estamos aqui para mudar a nossa vida e podermos também, com isso, mudar a vida de outras pessoas. Por isso é que isto é tão importante:

Todas as pessoas, independentemente dos seus objetivos podem encontrar aqui uma casa que as vai ajudar e uma comunidade que vai ajudar a atingir esses objetivos.

Há pessoas que têm objetivos diferentes. Eu hoje vou falar disso um bocadinho porque, atrás dos objetivos vêm decisões.

Um dia ouvi dizer uma coisa muito interessante:

Se eu tenho um desejo e não tomo uma decisão eu não tenho um desejo: eu tenho uma ilusão.

Rima e é verdade.

Porque um desejo é uma coisa que está no ar e que nunca se irá concretizar porque eu não tomei a decisão de fazer nada.

Às vezes pensamos assim: “o pensamento positivo… o que é importante é ter o pensamento positivo.”

Claro, é fundamental ter pensamento positivo mas o pensamento positivo não faz nada de positivo sozinho.

Ora se eu pensar em dinheiro eu não pago as contas, pelo facto de pensar em dinheiro. Porquê? Porque o que está no pensamento é só pensamento.

“O Outro” também dizia que tinha um empregado que fingia que trabalhava e ele fingia que lhe pagava.

Nós também somos assim: “na minha cabeça eu imagino que estou a consumir electricidade… e depois imagino que pago a conta.”

O problema é que na realidade aquilo que se consome tem de se pagar, com dinheiro mesmo, tipo “em papel”.

O pensamento não é suficiente. É óbvio que é vital termos pensamento positivo porque isso dá-nos energia, faz-nos acreditar nas coisas e faz-nos mover.

Nós temos de nos mover, e aquilo que nos faz mover é a decisão.

Há um tempo atrás, pouco antes de começar a Tribo, eu não ganhava nem oitocentos euros por mês e tomei uma decisão.

Havia meses em que não ganhava nada, outros meses ganhava mil ou dois mil euros mas aquilo, na média acho que não chegava nem aos oitocentos euros por mês.

Mas nessa altura eu decidi que queria ganhar mil por dia!

Imagina o que aconteceu aqui à minha volta, as pessoas que me conheciam e que me conhecem e que sabiam da minha vida quando eu lhes disse:

“Eu vou ganhar Mil Euros por dia”!

Imagina o que é… começarem a olhar para mim, um bocadinho…. mmm….

“Ok, Está bem, agora podes ir brincar na tua salinha de borracha”

Pensavam que eu estava louco, não é? A verdade é que atrás deste pensamento, atrás deste ideal, deste desejo, veio está sempre uma decisão.

O caminho foi-se revelando à medida que eu o fui fazendo, o que é uma coisa espectacular.

Eu já tinha ouvido falar disso! Já me tinham dito. Eu vi “O Segredo” e “O Segredo” diz isso.

O Jack Canfield (parece que estou a ver o filme agora, na minha cabeça) põe assim dois dedos e diz:

“Os faróis só iluminam 100 metros à frente.”

E quando ele põe assim os dedos, no filme aparecem os dois faróis de um carro, não é? (Quem conhece o filme, sabe que é assim.) Só se vê ali, 50 metros ou 100 metros à frente, A gente não precisa ver a estrada toda.

Eu não precisas de saber como vais fazer acontecer, mas vais aprender tudo o que precisares.

Só precisas saber o que tens de fazer agora. Mais nada.

Artigo Relacionado: Desistir Como Opção

Uma coisa que eu gosto muito de dizer é:

– “Nós temos que fazer o nosso máximo HOJE”

Não se trata de  “não fazer nada hoje” a pensar que vamos fazer o nosso máximo daqui por 15 dias… Mentira.
Temos de fazer o nosso máximo, HOJE.

Esse máximo não é igual para todos mas também não faz mal.

Aquilo que damos todos os dias vai-nos levando na direção certa: 50 metros hoje, mais 100 metros amanhã, mais 50 metros no outro dia… E chegamos lá.

Isso parte de uma coisa só: Um desejo que tu já tens: Tu já sabes que gostarias disto, gostarias daquilo, gostarias do outro… são todos desejos.

Então o que é que tu queres?

– “Ah eu gostava de…” – Isso é um desejo.

Mas os desejos fazem-nos muito mal, se ficarem ali muito tempo.

Costumo dizer que os desejos azedam o cérebro. Ficam dentro do nosso cérebro e é como água parada: Temos um desejo, fica parado ali, e com o tempo vai ficando azedo.

Nós começamos a acreditar que esse desejo nunca vai deixar de ser só um desejo porque depois a vida é outra coisa completamente diferente, não tem nada a ver com o que está na nossa cabeça e isso faz-nos mal.

Faz-nos mal psicologicamente, faz-nos mal espiritualmente, faz mal às pessoas à nossa volta, é péssimo. Por isso os desejos precisam transformar-se em realidade.

Como?

Duas coisas que é preciso fazer:

1- Quando tens um desejo precisas tomar uma decisão.

E o tempo que vai do desejo à decisão tem de ser curto, tens de ser uma pessoa rápida.

2- Depois de tomar a decisão, a segunda parte é partir para a ação.

– “Ok. Eu decidi, agora vou fazer.”

Nesse momento crias uma dinâmica dentro de ti, a nível emocional, a nível mental.

Tu começas a funcionar e o teu desejo começa a concretizar-se. As coisas começam a fluir do teu pensamento para fora, começas a interferir no mundo, começas a influenciar pessoas e elas começam a gostar de estar perto de ti.

E, na realidade o teu sonho começa a transformar-se em realidade. É o que acontece.

Mas se tu não tomares a decisão e se não tomares ação o teu desejo fica entre duas orelhas. Fica ali como água estagnada.
Começam a andar lá os mosquitos a pôr os ovos, começa a cheirar mal e faz mal.
Azeda o nosso cérebro, azeda o nosso espírito faz mal à alma.

Os desejos não realizados fazem mal à alma.

Não quer dizer que realizemos todos os nossos desejos: É um processo, mas enquanto nós estamos a trabalhar para isso nós estamos bem.

Estamos na luta, estamos na dinâmica, aquela água no nosso cérebro vai entrando nova e saindo a velha: vai-se renovando porque as coisas estão a funcionar.

Isto é muito importante.

Não sei se já reparaste mas nós na Tribo, quando falamos nos hangouts, ou nos vídeos, ou quando nos vês nos nossos eventos através das redes sociais, nós estamos sempre muito contentes. Já reparaste nisso? Estamos sempre entusiasmados, estamos sempre a rir, não sei se já reparaste.

Isso não é pensamento positivo não é, não tem nada a ver com “pensamento positivo”.
Tem a ver é com “resultado positivo”!

No outro dia aconteceu-me uma coisa engraçada. Eu já tinha ouvido dizer isso mas nunca tinha visto, agora eu vi isso acontecer:

Falei com uma pessoa na Internet e ela disse-me que estava muito mal que estava muito deprimida. Tinha de ir ao psicólogo, e andava a tomar uns medicamentos porque estava deprimida e eu disse:

-“Ok. Os médicos estão aí para isso. Mas diz-me uma coisa: Se tu tivesses um rendimento de 5 ou 6 mil euros por mês, tu estavas deprimida?”

E ela disse a rir:

-“Âh? Não! Claro que não!”

-“Rapariga, então não precisas ir ao psiquiatra, precisas é de montar um negócio e começar a trabalhar para ganhares esse dinheiro. Isso é que vai resolver o teu problema. Os medicamentos que te vão dar não vão resolver nada porque continuas sem dinheiro na mesma… se calhar ficas até com menos, não é, porque gastas o dinheiro nos medicamentos.”

E rimos um bom bocado.

Isto não quer dizer que os médicos estejam mal, os médicos são um espetáculo mas é preciso curar aquilo que está doente.

Se o que está doente é o bolso, nós temos de curar o bolso. Não interessa curar uma gripe se o que eu tenho é uma perna partida.

Temos de ter ideias claras em relação às coisas.

Por exemplo, para mim é muito fácil tomar decisões porque sei muito bem aquilo que quero e para onde vou, não é?

A decisão, se tens de a tomar que seja mais cedo.
Se tem de ser, quanto mais cedo melhor, e hoje é um dia tão bom como qualquer outro, aliás, de todos os dias que estão à tua disposição daqui para frente, hoje é o dia melhor.

É muito melhor o dia de hoje do que daqui a 15 dias porque já terão passado 15 dias e já perdeste um monte de oportunidades.

Da tua vida inteira daqui para frente hoje o dia melhor é o dia em que “os astros estão alinhados” é o dia em que as coisas estão a jeito para tu poderes começar.

Faz isso.
BEM-VINDO à família. Fala comigo, e estou aqui para te apoiar e para te ajudar a atingires os teus objetivos e perseguires as tuas metas.

 

 


Gostaste deste artigo? Provavelmente também vais gostar destes!
» Como Mudar de Vida em 5 Minutos
» Tem de Ser Possível Viver da Nossa Paixão. Tem de Ser Possível!
» As 9 Experiências Incríveis Que Vais Ter Para Seres Feliz
» As 11 Lições Que Aprendi com Jim Rohn
» Cuidado – 7 Atitudes Corrosivas Que Te Impedem De Ter Sucesso

Ebook Grátis Método Completo Guru Instantâneo

Recebe os Novos Artigos de RUI GABRIEL CONVENIENTEMENTE na Tua Caixa de Correio: 

Obrigado pelo teu comentário. Respondo sempre a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *